Home Cassino AGA monitora impacto do coronavírus na indústria de jogos
< Voltar

AGA monitora impacto do coronavírus na indústria de jogos

26/03/2020

Compartilhe

O presidente e CEO da AGA, Bill Miller defende a aprovação da Lei CARES com recursos financeiros e provisões fiscais que ajudarão a preservar a capacidade da indústria de jogos

billAtravés de comunicado distribuído para os associados, a American Gaming Association (AGA) esclarece que não existe na história da indústria do jogo um período como este para os funcionários e as comunidades que a associação representa devido ao surto de coronavírus (COVID-19) e as medidas subsequentes de saúde pública, que ‘desligaram’ a indústria de jogos.

“A American Gaming Association (AGA) está trabalhando incansavelmente para garantir que nossos funcionários estejam protegidos e que as empresas recebam o alívio necessário. Nossa mensagem para Washington: aja de maneira rápida e abrangente para mitigar o terrível impacto nos funcionários de jogos da América e nas pequenas empresas que os apoiam”, informa o presidente e CEO da AGA, Bill Miller.

A AGA prevê que haverá vários pacotes legislativos para atender às necessidades econômicas e de saúde pública do COVID-19. O Senado aprovou a Lei CARES com recursos financeiros e provisões fiscais que ajudarão a preservar a capacidade da indústria de jogos de continuar a servir como um valioso criador de empregos e parceiro da comunidade. Embora esta seja uma situação em rápida evolução, a AGA prevê que a Câmara votará a lei o mais cedo possível antes de ir à Casa Branca para assinatura.

A entidade aplaude o Senado por aprovar a Lei CARES na noite desta quarta-feira e pede a Câmara que aprove rapidamente esta legislação para proteger os funcionários de jogos, suas famílias e comunidades, que estão sofrendo o impacto dessa paralisação econômica. “Apoie nossa mensagem convidando seu membro do Congresso a agir agora para os funcionários e as comunidades de jogos”, comenta Miller.

“A AGA continuará a trabalhar com o Congresso para implementar medidas mais extensas para manter nossos valiosos funcionários na folha de pagamento e garantir que eles tenham empregos para retornar quando a crise passar. Esta é uma indústria resiliente e tenho toda a confiança que conseguiremos superar juntos. Mantenha-se saudável e fique bem”, finaliza o CEO da AGA.